BalCast #37 - Enquanto o arroz esfria - Rafael Baltresca

INSIGHTS

BalCast #37 – Enquanto o arroz esfria

by  Rafael Baltresca

Quantas fotos incríveis você publicou em 2017? Wow! Tudo isso? E quantos likes recebeu? Nossa… que genial. Que popular você se tornou, hein?

E quanto tempo vazou pelos seus dedos enquanto você descarregava a sua vida no Facebook, no Instagram? Quantas horas você poderia ter usado para curtir de verdade esses lugares e pessoas reais? Quantos minutos você jogou no lixo ao lado da pessoa amada enquanto você ligava o celular, tirava uma selfie, tratava as cores e publicava nas redes o quanto você ama estar ao lado desta pessoa?! Pois é… em 2017 a incoerência imperou.

Enquanto os outros curtiam a sua vida SOCIAL, você realmente estava curtindo a vida REAL?

Pare um minuto para pensar. Não tente se justificar. Quanto tempo você perdeu publicando vídeos do seu filho enquanto você poderia ter usado esse mesmo tempo brincando com ele no chão? Se ele pudesse falar, será que ele pediria que em 2018 você publicasse mais fotos dele? Ou será que ele pediria mais tempo COM ELE?

Supondo que o brasileiro gaste, em média, 30 minutos pela manhã (no despertar + idas ao banheiro + locomoção ao trabalho + brechas matutinas), 1 hora durante o dia (vendo vídeos no WhatsApp, compartilhando correntes e resolvendo enigmas como o do “qual tanque enche mais rápido?”) e mais 30 minutos à noite (note que estou sendo bastante razoável), isto soma 2 horas por dia ou 60 horas por mês (e eu nem quadrupliquei os tempos nos finais de semana e feriados). 60 horas/mês são 720 horas ou 30 dias durante o ano.

Vamos, então, à matemática da vida.

Levamos, em média, 6 horas e 40 minutos para ler um livro de 200 páginas. (Fui bonzinho, hein? Calculei 2 minutos por página). Se usássemos o tempo perdido nas redes sociais para leitura, leríamos, em média, 108 livros por ano. 108!!! Partindo da pesquisa que diz que o brasileiro lê, em média, 4 livros por ano, se convertêssemos o passatempo nas redes sociais por leitura, leríamos em um ano o que o brasileiro lê em 27 anos.

Mas antes que você me xingue e diga que precisa de lazer, tranquilidade e sossego, saiba que se usássemos apenas 40% deste tempo dedicado à leitura, ainda assim, leríamos 43 livros por ano!

E para você que não gosta de livros, este tempo perdido (ainda estou nos 40% do total) também poderia ser revertido em 1.152 km de caminhada. Viu só? Daria para atravessar a Espanha inteira à pé e ainda andar mais 250km – bem mais que o Caminho de Santiago de Compostela. Supondo que caminhando você perca 235 calorias por hora, 67.680 calorias já não residiriam mais em seu corpinho. Se fosse de bike, então, você faria 8 vezes a rota até a catedral de Santiago.

E para você que é mais ligado em estudos, esses 40% do total de rede correspondem a 24 horas de TED por mês (864 vídeos de 20 minutos por ano), ou, se você aprender apenas 6 palavras de um idioma novo por hora, você aprenderia 1.728 palavras de uma língua desconhecida a cada 12 meses. Considerando que você necessita de 1.500 a 2.000 palavras novas para se colocar em um nível intermediário de um idioma, a cada 2 anos você estaria próximo da fluência nesta língua. Usando apenas 40% do tempo perdido…

Pois é… 2018 está chegando. Já pode aguardar dezenas de fotos dos fogos de artifício sendo enviadas para o seu WhatsApp. E milhares de celulares levantados – gravando tudo – enquanto a banda faz a contagem regressiva para o ano que nasce. E centenas de pseudo-amigos-virtuais postando fotos da ceia nas redes sociais. Enquanto isso, o brilho dos fogos desaparecem do céu, a música termina e o arroz esfria.

Mas não se preocupe se perdeu algo. Amanhã de manhã você poderá curtir, comentar e compartilhar tudo isso no Facebook enquanto o seu filho brinca com o Ipad que ganhou no Natal.

#Feliz2018DependeDeVocê


Deixe seu comentário

Rafael Baltresca

Rafael Baltresca é palestrante, facilitador e hipnólogo corporativo. Atua desde 2004 como conferencista dentro e fora do Brasil.
Secured By miniOrange